Os dois tons do Deserto da Namíbia

Quase na mesma linha do Rio de Janeiro – praticamente na mesma latitude – está um lugar de belezas exóticas, mas com paisagens completamente diferentes da nossa. Com um Oceano Atlântico de distância, o Deserto da Namíbia encanta pela imensa vastidão de dunas de areia e pela peculiaridade da fauna e da flora locais.

 

As dunas costeiras, que se estendem desde o sul de Angola até o norte da África do Sul, podem chegar a 90 metros de altura e criam um cenário grandioso que impressiona pelo contraste da coloração terrosa com o azul intenso do céu – praticamente os dois únicos tons vistos naquela região. E aí é que está a beleza desse lugar.

 

1 deserto 1

4ff58564a225b

Sand-dune-Namibia

namaqua-chameleon-namibia

 

O clima seco deu também lugar a uma vegetação exótica, com plantas raríssimas como a Welwitschia mirabilis, que possui somente duas folhas que resistem incrivelmente bem às temperaturas extremas da região. A planta virou, inclusive, símbolo do país e aparece na bandeira nacional.

 

Além disso, leões, zebras, rinocerontes-negros, antílopes, javalis e inúmeras espécies de lagartos também podem ser vistos perambulando pelas areias quentes do deserto – entre outros animais selvagens e com estrutura resistente o suficiente para habitar naquele clima. Seres humanos, no entanto, são apenas visitantes e apreciadores naquela vasta paisagem de areia e céu.

 

 

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Deixe um comentário