Províncias do Atlântico

Províncias do Atlântico

ProvínciaPopulação (2020)Salário MínimoTaxa Desemprego (04/2021)
Nova Scotia979.449CAD$ 12,95 /hora8,1%
New Brunswick782.078CAD$ 11,75 /hora8,5%
Newfoundland and Labrador520.438CAD$ 12,50 /hora13,9%
Prince Edward Island159.819CAD$ 13,00/hora8,2%

Esta região, conhecida como Atlantic Canada (ou Províncias do Atlântico) concentra as 4 províncias situadas na costa leste do Canadá: Nova Scotia, Prince Edward Island (PEI), New Brunswick e Newfoundland and Labrador.

São províncias menores em tamanho, mas que esbanjam beleza natural, história e qualidade de vida e oportunidades para seus habitantes.  É uma região pouco populosa, que tem muito potencial de desenvolvimento. A população está concentrada nas áreas urbanas – principalmente nas capitais de província, e todas elas são carentes de mão-de-obra qualificada e de empreendedores dispostos a investir e desenvolver seus territórios.

Em geral os salários mínimos e médios destas províncias são abaixo da média nacional, porém o custo geral para se viver também é mais baixo que nos grandes centros, onde se ganha mais dinheiro, mas também se gasta muito mais.

São províncias que aliam um estilo de vida mais tranquilo a tudo de bom que o Canadá tem a oferecer: escolas públicas de ótima qualidade, serviço de saúde eficiente, segurança urbana, contato intenso com a natureza e aquela receptividade e acolhimento que só um país construído por imigrantes pode oferecer. Quem pensa em fazer um curso superior no Canadá e quem sabe depois se estabelecer por lá, vai encontrar muitas opções interessantes e acessíveis nas Províncias do Atlântico.

Apesar de ser a segunda menor província em território (atrás apenas de Prince Edward Island), Nova Scotia é a mais populosa entre as Províncias do Atlântico. Halifax, a capital, é o maior centro urbano.

Nova Scotia

Fundada por escoceses (daí o nome Nova “Escócia”), seus residentes até hoje mantêm viva a cultura de seus antepassados. O povo é receptivo e hospitaleiro, e quem se estabelece por lá logo se integra à comunidade.

O cenário de Nova Scotia é deslumbrante – e por isso é um dos grandes destinos turísticos do Canadá. Não importa para onde você olhe, vai ver o contraste do verde das fazendas bem cuidadas com o azul do oceano, em meio a penhascos de pedra e charmosos faróis. Além de Halifax, vale a pena conhecer Cape Breton, Lunenburg, Chester, entre outras pequenas jóias escondidas da província.

O clima é uma mistura do continental e do marítimo, com invernos bastante frios e verões amenos. Em Nova Scotia, o oceano atua como regulador da temperatura, fazendo com que o inverno, apesar de intenso, não seja extremo como no interior do continente.

A economia local é movimentada pela indústria pesqueira, plataformas de petróleo e turismo, mas outros setores têm apresentado crescimento rápido e constante, como o setor tecnológico, aviação e agricultura para consumo interno e exportação (com grande destaque para frutas vermelhas e árvores naturais de Natal).

Nova Scotia é a mais desenvolvida das províncias do Atlântico, sendo uma das mais promissoras para quem busca estudar e futuramente se estabelecer na região.

Halifax

Halifax

População (2020)448.544
Salário mínimo /hora
Salário médio /hora
CAD$ 12,55
CAD$ 18,74
Taxa de Desemprego7,3% (12/2020)
Temperatura média (verão)15ºC (min)
24ºC (max)
Temperatura média (inverno)-7ºC (min)
1ºC (max)

Seguro-Saúde (Por pessoa)

Média mensal (estudante)CAD$ 75

Moradia (Valores médios – Aluguel mensal)

Quarto individualCAD$ 700
Kitchenette / apto 1 quartoCAD$ 1295
Apartamento 2 quartosCAD$ 1720

Transporte público (Passe mensal)

Regular
Estudante (Universitário e Superior)
CAD$ 82,50
CAD$ 82,50

Refeição (Por pessoa)

Fast-foodCAD$ 12
Restaurante médioCAD$ 38

Supermercado (Por pessoa)

Despesa semanal médiaCAD$ 94

Capital da província de Nova Scotia – e a maior cidade entre as províncias do Atlântico, Halifax é o lugar perfeito para quem procura a conveniência e conforto de uma capital, mas valoriza aquele ar mais relaxado e familiar das cidades menores.

Apesar de em Halifax fazer bastante frio para padrões brasileiros, ao comparar o clima da cidade com outras cidades canadenses, percebemos que as temperaturas costumam ser bem mais amenas. A primavera é fresca e chuvosa, os verões são quentes e ensolarados. No outono começa a fazer frio, e há neve no inverno, mas a temperatura não chega a ser extrema. Por estar de frente ao mar aberto, não importa a estação do ano, sempre tem muito vento.

Halifax é cercada por lindas vistas do oceano. No porto da cidade, você pode respirar aquele cheirinho de mar enquanto caminha pelo calçadão, apreciando a música dos artistas de rua que costumam se apresentar por lá. A cidade tem uma atmosfera boêmia, com sua grande quantidade de cervejarias artesanais, bares, e restaurantes de todos os tipos –  dizem que em Halifax come-se a melhor lagosta do mundo. Turistas e locais se misturam e aproveitam o ar de praia que permeia toda a cidade. 

É uma cidade bastante segura para morar. O recente crescimento econômico e rápido aumento da população elevou os valores dos aluguéis e imóveis, mas ainda assim, eles permanecem mais acessíveis que os de destinos mais procurados como Toronto, Vancouver e Montreal. As escolas públicas são de muito boa qualidade, e há 4 instituições de ensino superior na cidade e mais 2 em outras cidades da província, que atraem estudantes de todo o mundo, que movimentam a economia e a vida social da cidade.

O distrito escolar de Halifax foi, inclusive, o pioneiro em programas de High School para alunos internacionais no Canadá, e continua sendo um destino muito procurado para esta finalidade. Os alunos estudam nas escolas públicas da cidade (não são gratuitas para alunos de outros países), moram em casas de família, e têm a possibilidade de vivenciar uma cultura diferente, e experimentar a liberdade em um ambiente seguro.

A saúde pública funciona bem, apesar de haver relatos de dificuldade de encontrar médicos de família que aceitem novos pacientes. Apesar disso, ninguém fica sem atendimento na cidade – em caso de necessidade de atendimento médico, há várias “walk in clinics” (clínicas de pronto atendimento) em que todos, inclusive quem ainda não tem um médico de família, têm acesso aos serviços de saúde que necessitam.

Quem mora nos bairros mais centrais normalmente consegue se locomover pela cidade caminhando, de bicicleta ou usando o sistema público de transporte. No entanto, quem vive em localidades mais afastadas pode sentir necessidade de comprar ou alugar um carro para ter mais comodidade nos deslocamentos.

Apesar do custo de vida ser menor no geral, em Halifax os impostos e valores dos alimentos são um pouco mais caros que em outros centros do país – ainda assim, tendo uma boa estratégia de compras, é possível se alimentar bem dentro de um orçamento limitado.

Em termos econômicos, Halifax é a cidade mais desenvolvida das Províncias do Atlântico. É possível encontrar um emprego com boa remuneração e com bom equilíbrio entre a vida profissional e pessoal. Há muitas iniciativas na cidade que promovem a conexão entre os trabalhadores e empresas, que são bastante efetivas na colocação profissional de estudantes internacionais e novos imigrantes. No site da prefeitura de Halifax, você encontra os links para estas iniciativas.

Entre os setores que mais empregam, estão o de telecomunicações, serviços financeiros, tecnologia da informação, turismo, saúde e governo. A maioria das empresas que figuram nos 100 melhores lugares para se trabalhar nas Províncias do Atlântico ficam em Halifax. Entre elas, podemos citar a Admiral Insurance Services e a East Coast Credit Union no setor financeiro, a Emera inc e a Irving Oil em energia e petróleo, a Jazz Aviation LP em transportes, a Northwood e IWK Health Centre em saúde, e na área de tecnologia da informação, NTT Data, REDspace, ResMed, Verafin e Web.com. 

Alunos internacionais que se interessam em estudar em Halifax ou em Dartmouth (cidade que fica a 10 minutos de Halifax, do outro lado do canal),  têm uma ampla variedade de instituições de ensino superior para escolher. São eles a MSVU (Mount Saint Vincent University), Dalhousie University, St. Mary’s University NSCC (Nova Scotia Community College), Acadia University e Cape Breton University.

Na MSVU, os alunos contam com um aprendizado praticamente individualizado, pois a instituição trabalha com classes muito pequenas, e os professores conhecem cada aluno pelo nome. Os alunos desde cedo têm oportunidade de conduzir pesquisas científicas em diversos campos de estudo, de química quântica a neurociência ou desenvolvimento infantil, e acesso a um excelente programa de co-op (estágio).

Os cursos mais procurados nesta universidade são os bacharelados de 4 anos ou mestrados, como o Applied Human Nutrition (os alunos aprendem desenvolvimento de produtos, segurança alimentar, nutrição comunal e atendimentos de saúde) e Public Relations (o curso mais antigo de Relações Públicas do Canadá, que é referência nacional até os dias de hoje). As opções de curta duração na MSVU são os diplomas de Business Administration e Tourism and Hospitality Management, de dois anos, ou certificados de 1 ano em Accounting e Marketing.  

A Dalhousie University é a maior universidade nas Províncias do Atlântico, e conduz pesquisas em mais de 60 campos do conhecimento, com enfoque em oceanos sustentáveis, energia limpa e tecnologias sustentáveis, segurança alimentar e desenvolvimento cultural e social – cada uma destas áreas conta com uma grande expertise em big data, inovação e empreendedorismo.

Na Dalhousie University também se destacam os programas de bacharelado e mestrado, como o Applied Computer Science (foco na construção de habilidades técnicas fortes, resolução de problemas, e desenvolvimento de alta capacidade em comunicação e gerenciamento), Aquaculture (estudo de espécies aquáticas vivas, manuseio e criação de espécies aquáticas e gerenciamento de instalações – o curso acontece na espetacular estrutura do aquário da universidade), e Law, Justice and Society (um curso interdisciplinar, que dá uma visão bastante abrangente sobre o propósito da lei na sociedade, com enfoque em direitos humanos, programas de restituição e justiça restaurativa). 

Os icônicos prédios históricos da St. Mary’s University ficam localizados no coração de Halifax, em meio a uma extensa área verde e banhados pelo ar da maresia. É uma das instituições que mais recebe estudantes internacionais, que representam quase 30% do total de alunos.

A universidade tem uma forte escola de administração e negócios (a Sobey School of Business), que oferece sólidos cursos de bacharelado e mestrado, com um foco grande no desenvolvimento do espírito empreendedor dos alunos, que possuem diversas oportunidades para aplicar, na prática, os conceitos explorados na excelente grade curricular dos cursos – de competições de estudos de caso, programas internacionais de estágio, programas de investimentos gerenciados pelos estudantes e interações com a comunidade local de negócios.

Os programas de destaque na St. Mary’s são o Entrepreneurship (empreendedorismo – os estudantes aprendem as teorias mais modernas, enquanto desenvolvem habilidades para trabalhar com investimentos de risco e técnicas de gestão enquanto participam de competições de casos e workshops), o Intercultural Studies (um programa flexível que pode ser combinado com outros cursos, em que os alunos aprendem idiomas e desenvolvem habilidades interculturais, tanto em sala quanto em oportunidades internacionais), e o Forensic Sciences (os alunos desenvolvem habilidades críticas para avaliar informações e analisar dados, à medida que se aplicam às leis civis ou criminais).

O Nova Scotia Community College (NSCC) é líder em programas marítimos, mas também oferece uma grande diversidade de programas e carreiras, como Business, Media, Culinary Arts, Health and Wellness e IT and Engineering

O NSCC também conduz inúmeras pesquisas científicas em geração de energia, tecnologias de engenharia, meio-ambiente, tecnologias agrícolas e oceanos, com destaque para a pesquisa em Geomática.

Os colleges e universidades de Halifax têm muita procura por estudantes de todo o mundo, e os processos de admissão são bastante competitivos. Por isso, você deve se planejar e iniciar seu processo com pelo menos 1 ano de antecedência, para não correr o risco de ficar sem vaga.

Se você está buscando curso de inglês para dar aquela turbinada no currículo, ou precisa fazer o pathway (inglês acadêmico para ingresso em colleges ou universidades), em Halifax há excelentes opções. Além de algumas tradicionais escolas de idiomas, como a CCLC e a ECLC, as universidades presentes na cidade oferecem cursos de inglês de altíssimo nível.

Que tal estudar em uma das excelentes instituições de Halifax, enquanto desfruta do estilo de vida praiano da cidade? A Go Tour está preparada para ajudá-lo a construir o seu projeto!

New Brunswick

New Brunswick é conhecida como “a jóia escondida” do Canadá. Ela faz fronteira com a província de Quebec ao norte, com o estado americano de Maine a oeste, e a costa leste todinha margeia o Oceano Atlântico. Esta área costeira é a mais populosa da província, que tem cerca de 80% do território coberto por uma floresta cheia de biodiversidade (ursos, linces, alces, corças, entre outros). A baía de Fundy é um dos pontos mais conhecidos de New Brunswick – é uma das 7 maravilhas da América do Norte, cujos destaques são as variações extremas da maré, descobertas geológicas (fósseis de dinossauros) e as baleias que frequentam seus mares.

Por ser uma província pouco habitada, está sempre em busca de imigrantes para preencher as mais diversas funções. Os setores fortes da economia da província são o turismo, a silvicultura e a agricultura, e como acontece em todo o Canadá, o setor de tecnologia também tem se desenvolvido bastante em New Brunswick. É uma província que oferece uma excelente qualidade de vida, com muita beleza natural, aquele ar de praia e praticamente nenhum stress.

A capital da província é Fredericton, mas os principais centros urbanos da província são as cidades de Moncton e Saint John.

Moncton

Moncton

População (2020)158.695
Salário mínimo /hora
Salário médio /hora
CAD$ 11,75
CAD$ 18,11
Taxa de Desemprego8,8% (04/2021)
Temperatura média (verão)14ºC (min)
26ºC (max)
Temperatura média (inverno)-12ºC (min)
-2ºC (max)

Seguro-Saúde (Por pessoa)

Média mensal (estudante)CAD$ 75

Moradia (Valores médios – Aluguel mensal)

Quarto individualCAD$ 600
Studio / apto 1 quartoCAD$ 950
Apartamento 2 quartosCAD$ 1100

Transporte público (Passe mensal)

Regular
Estudante (Universitário e Superior)
CAD$ 67
CAD$ 67

Refeição (Por pessoa)

Fast-foodCAD$ 9,50
Restaurante médioCAD$ 35

Supermercado (Por pessoa)

Despesa semanal médiaCAD$ 79

Moncton é a maior cidade da província de New Brunswick. Localizada na costa leste do Canadá, Moncton pode ser considerada como a cidade central das Províncias do Atlântico – por lá passam as principais estradas, a linha de trem TransCanada, e fácil acesso a um dos principais aeroportos da região, o Greater Moncton Roméo LeBlanc International Airport.

Quem gosta de fazer curtas viagens de carro a passeio, ou valoriza o contato intenso com a natureza, vai aproveitar muito o que a Moncton tem para oferecer, pois há praias belíssimas e parques naturais à disposição a menos de 20 minutos de viagem.

Como acontece em outras cidades em crescimento, a vida em Moncton é bem mais barata do que nas grandes cidades canadenses. O valor pago em aluguel pode chegar a menos da metade do cobrado em Toronto ou Vancouver, gasta-se muito menos em transporte e lazer. No entanto, os custos de supermercado ou compras em geral podem sair um pouco mais caros, justamente por ser uma cidade mais afastada dos grandes centros.

A cidade se orgulha de ser a única cidade oficialmente bilíngue do Canadá. Em Moncton, 47% das pessoas falam inglês e francês, e mais de um terço dos habitantes usa o francês como primeiro idioma. Tendo isto em vista, quem tem conhecimento dos dois idiomas terá mais facilidade para estudar, trabalhar e se adaptar à vida em Moncton.

Moncton tem uma economia sólida e relativamente diversificada – foi uma das cidades que menos sofreu queda de postos de trabalho ao longo da pandemia de COVID 19, e também uma das primeiras cidades canadenses a dar sinais positivos de retomada. Os setores que contribuíram mais para este resultado foram os de transportes rodoviários e logística, o mercado financeiro (bancos e seguros) e serviços de call center.

Entre os principais empregadores de Moncton, podemos citar a Assumption Mutual Life Insurance, Medavie Blue Cross, CAA Atlantic, Opportunities NB, Provincial Aerospace Ltd (PAL), Armour Transportation Systems, Atlantic Loto Corporation, Irving Oil, Major Drilling Group International, The Pepsi Bottling Group, Coca Cola Bottling e Greystone Energy Systems.

Para nossos clientes que desejam estudar e morar em Moncton, nós indicamos o New Brunswick Community College (NBCC), que oferece mais de 90 programas, entre certificados, diplomas, profissões técnicas, programas de aprendizagem e transferências para universidade. 

Os programas mais concorridos no NBCC são os de Business Administration, Information Technology, Early Childhood Educator e Office Administration. O NBCC é um excelente college e com valores mais acessíveis – por isso, há muita concorrência, e alunos que queiram estudar lá devem se programar para iniciar seu processo de admissão com bastante antecedência, idealmente, 1 ano e meio antes do início dos estudos.

Caso você esteja procurando um curso universitário na província de New Brunswick, você pode considerar a University of New Brunswick (UNB), que fica nas cidades de St John e Fredericton.

Que tal arrumar as malas e partir para Moncton? A Go Tour leva você!

Newfoundland and Labrador

Newfoundland and Labrador é a mais distante das Províncias do Atlântico. Localizada a nordeste de Quebec, tem uma geografia bastante variada, da região sub-ártica ao sul da província, até a tundra ártica ao norte. Tem uma parte no Canadá continental (Labrador) e outra parte em uma ilha no Atlântico (Newfoundland), onde fica a capital Saint John ‘s, e onde fica concentrada cerca de 90% de toda a população da província.

O terreno é bastante montanhoso, pois lá estão também as Long Range Mountains, que compõem o fim da cordilheira Apalache. Parece muito frio, não? No entanto, o clima marítimo da província pode ser mais ameno que o da vizinha Quebec, apesar da umidade e ventos fortes vindos do oceano.

Uma curiosidade da província é a possibilidade de avistar icebergs imensos, praticamente durante o ano todo (maio e junho, em Newfoundland, e no restante do ano, espalhados pela costa de Labrador). Aqui também estão 3 pontos classificados pela Unesco como sendo de interesse cultural e natural: o Gross Morne National Park, L’Anse aux Meadows National Historic Site e a Red Bay National Historic Site. 

Apesar de mais afastada dos grandes centros, Newfoundland and Labrador é reconhecida pela vida cultural – sua comunidade artística tem grande importância internacional. A economia da província gira em torno da indústria pesqueira e plataformas de petróleo, mas é bastante forte também em mineração (produz mais de 50% de todo o minério de ferro usado no Canadá).

St. John's

St. John’s

População (2020)214.014
Salário mínimo /hora
Salário médio /hora
CAD$ 12,50
CAD$ 18,94
Taxa de Desemprego9,3% (04/2021)
Temperatura média (verão)13ºC (min)
21ºC (max)
Temperatura média (inverno)-7ºC (min)
-1ºC (max)

Seguro-Saúde (Por pessoa)

Média mensal (estudante)CAD$ 88

Moradia (Valores médios – Aluguel mensal)

Quarto individualCAD$ 600
Studio / apto 1 quartoCAD$ 875
Apartamento 2 quartosCAD$ 950

Transporte público (Passe mensal)

Regular
Estudante (Universitário e Superior) (Semestre)
CAD$ 78
CAD$ 275

Refeição (Por pessoa)

Fast-foodCAD$ 12
Restaurante médioCAD$ 35

Supermercado (Por pessoa)

Despesa semanal médiaCAD$ 88

De forte influência irlandesa, St. Johns é a capital de Newfoundland and Labrador, e o ponto do extremo leste do país. É uma cidade bastante antiga e rica em história – foi fundada em 1494 (ou 1497 – os historiadores não têm um consenso sobre isso), e tem como uma das suas características mais marcantes a hospitalidade com que recebe seus visitantes e novos moradores. 

St John’s fica na ilha de Newfoundland, que tem uma beleza natural impressionante. As casas vitorianas coloridas se destacam em contraste com o azul do mar e o branco da neve no inverno. Em algumas épocas do ano, uma das atrações mais esperadas é avistar os diversos tipos de baleias que visita a região, e também assistir o “desfile” de icebergs de mais de 10 mil anos de idade (espetáculo que tem se tornado um pouco menos frequente com o aquecimento global, infelizmente). Atividades ao ar livre, como navegação, trilhas e mountain bike são bastante populares entre os moradores da cidade.

O clima é classificado como “continental úmido”. Pela influência do oceano, as temperaturas variam menos na região. A temperatura média no verão é de apenas 16 graus, mas por outro lado, raramente cai para patamares congelantes no inverno. Se você olhar no mapa, vai ver que a cidade está de frente para o mar aberto – então espere muito vento e bastante chuva.

Apesar de ser uma das capitais mais isoladas do Canadá, St. John’s oferece muitas opções de lazer e uma cena cultural famosa no mundo inteiro: de música erudita a artesanato, de filmes a artes plásticas, os artistas de St. John’s são conhecidos internacionalmente pela excelente qualidade de suas produções culturais.  Por receber uma grande quantidade de turistas, a cidade tem uma infraestrutura gastronômica e hoteleira bastante razoável.

Em termos de qualidade de vida, St. John’s não fica devendo a nenhuma outra capital de província. A cidade oferece todas as comodidades de um grande centro – o sistema de saúde funciona bem, as escolas são de excelente qualidade, a cidade oferece bastante segurança e valores bem acessíveis de venda e aluguel de imóveis. O ponto de atenção é para o transporte público, que falha em conectar adequadamente os pontos mais afastados da cidade.

Entre os setores econômicos de destaque, podemos citar a indústria petrolífera marítima e as tecnologias oceânicas (observação e ciências do oceano, navegação e comunicações, veículos de operação remota, veículos submarinos autônomos, tecnologias submarinas, transporte, defesa e segurança, educação e treinamento). Estes setores recebem investimentos maciços do governo canadense, que promoveu seu desenvolvimento a níveis de destaque internacional.

Com suas inumeráveis belezas naturais e produção artística intensa (a província tem investido fortemente na sua indústria cinematográfica e musical, principalmente), St. John’s conta também com o crescimento do setor de turismo, que representa uma parcela importante nas receitas da cidade.

Os maiores empregadores da cidade são, naturalmente, as empresas do setor de energia (refinarias e distribuidoras de petróleo, geração e distribuição de energia elétrica, etc.), como a Irving Oil, Exxon Mobil, North Atlantic Refining, Fortis Inc., Newfondland Power Inc, entre outras. 

Na área de tecnologia oceânica, há uma associação de empresas, instituições de ensino e órgãos governamentais chamada Canada’s Ocean Supercluster. Algumas das empresas que integram essa associação são a Bluedrop Training and Simulation, Ashored, Cellula Robotics, eSonar, Orca Specialty Foods, Valent Low Carbon Technologies, entre muitas outras.

Para os clientes da Go Tour que procuram uma instituição de ensino superior em St. John’s, indicamos a Memorial University of Newfoundland (MUN), que é uma universidade muito bem avaliada no Canadá, e que recebe cerca de 1600 estudantes a cada ano, e alunos internacionais vindos de mais de 100 países.

Os programas mais badalados da MUN são o Environment and Sustainability (o programa aborda perspectivas de desenvolvimento sustentável, desde a geração de energia renovável ao desenvolvimento de uma economia ambiental), o Ocean Mapping (pode ser cursado tanto como diploma ou bacharelado, treina o aluno em equipamentos de pesquisas marítimas, tecnologias marítimas acústicas e óticas de funcionamento remoto, instrumentação oceanográfica, e sistemas de informação geográfica), e o Music and Business Administration (alia o desenvolvimento musical do aluno com os conhecimentos necessários para gerenciar uma carreira de sucesso).

Viver em St. John’s é experimentar um estilo de vida único no Canadá, e a Go Tour leva você!

Prince Edward Island

Anne de Green Gables é a primeira coisa que vem à mente quando se pensa em Prince Edward Island (PEI), pois é onde fica a casa da pequena heroína dos livros de L.L. Montgomery. Embora Anne de Green Gables seja um dos grandes orgulhos canadenses, há muito mais em Prince Edward Island.

Este pequeno arquipélago, que contém uma ilha principal e 231 pequenas ilhas – a maioria desabitadas – é de uma beleza cênica, com praias de areia vermelha, inúmeros faróis e campos férteis. A capital Charlottetown exibe um casario colorido da era vitoriana em excelente estado de conservação, e também maravilhas da engenharia moderna, como a Confederation Bridge, uma ponte que liga a ilha à província de New Brunswick, no continente. O nome da ponte foi dado em homenagem à Canadian Confederation, realizada em Charlottetown, que foi o início do surgimento do Canadá como um país.

Como nas demais províncias da região, o turismo e a indústria pesqueira são bastante fortes em PEI. No entanto, novas áreas estão se tornando mais fortes a cada dia, como a indústria de desenvolvimento de softwares, indústria química, aviação e indústria e pesquisa na área de biotecnologia.

Charlottetown

Charlottetown

População (2020)80.347
Salário mínimo /hora
Salário médio /hora
CAD$ 13,00
CAD$ 17,15
Taxa de Desemprego8,2% (04/2021)
Temperatura média (verão)14ºC (min)
24ºC (max)
Temperatura média (inverno)-11ºC (min)
-3ºC (max)

Seguro-Saúde (Por pessoa)

Média mensal (estudante)CAD$ 75

Moradia (Valores médios – Aluguel mensal)

Quarto individualCAD$ 650
Studio / apto 1 quartoCAD$ 1343
Apartamento 2 quartosCAD$ 1425

Transporte público (Passe mensal)

Regular
Estudante
CAD$ 58,50
CAD$ 40,50

Refeição (Por pessoa)

Fast-foodCAD$ 11
Restaurante médioCAD$ 20

Supermercado (Por pessoa)

Despesa semanal médiaCAD$ 90

Charlottetown é a capital da menor e menos populosa província canadense, a Prince Edward Island. A pequena cidade histórica (onde aconteceu a confederação que deu origem ao Canadá como nação) combina seu charmoso e colorido casario vitoriano com paisagens bucólicas e costeiras. A população, acolhedora e hospitaleira, recebe com alegria a enorme quantidade de turistas que visitam a região a cada verão, em busca das praias de areia vermelha, dos esportes aquáticos, dos vários bares com música ao vivo e dos frutos do mar fresquissimos servidos nos restaurantes espalhados pela cidade. 

Apesar de manter muito bem conservadas as áreas históricas, Charlottetown abriu as portas para a modernidade e oferece todo o conforto dos grandes centros – redes de lojas e restaurantes, bons hospitais e clínicas, educação de qualidade e inúmeras opções de lazer – isso tudo à disposição dos moradores a curtas distâncias, sem aborrecimentos com engarrafamentos ou atrasos.

Charlottetown é conhecida por ser uma cidade extremamente segura – e por ser uma capital com jeitão de cidade de interior, as pessoas se conhecem, e não é difícil criar novos círculos sociais.

A vida em Charlottetown pode ser bastante confortável – embora os salários na província normalmente sejam mais baixos que os das grandes províncias, o custo de vida é um dos mais baixos do Canadá. Os valores de locação ou venda de imóveis são bastante acessíveis, gasta-se pouco com transporte, visto que é perfeitamente possível se locomover a pé ou de bicicleta. E em termos de lazer – mesmo tendo acesso a cinemas e uma vida cultural relativamente movimentada – as melhores atrações da cidade são as atividades ao ar livre e o intenso contato com a natureza, ao longo de todo o ano, mesmo no inverno.

Existem trilhas para conhecer toda a ilha, a pé, de carro ou bicicleta. As mais famosas são as rotas North Cape Coastal Drive, Central Coastal Drive e a Points East Coastal Drive – nesses itinerários todos os pontos de interesse são muito bem sinalizados, para que você possa aproveitar ao máximo cada uma delas.

A proximidade com o mar faz com que os invernos, apesar de bastante frios, não sejam extremos. Os verões, quentes e secos, perfeitos para aproveitar ao máximo tudo o que a cidade oferece. As estações são bem definidas, primavera e outono, cada uma com sua beleza particular, trazem um ar fresco e temperaturas amenas para a cidade. Não importa a estação, venta muito em Charlottetown. 

A maioria dos habitantes da cidade trabalha no setor público, visto que Charlottetown é a capital da província e do condado de Queen’s. No entanto, há outras forças econômicas na cidade, como o turismo, agricultura, pesca, indústria de alimentos, serviços e tecnologia. Nos últimos anos, houve um grande crescimento da indústria farmacêutica e da biotecnologia em Charlottetown.

Entre os principais empregadores podemos citar a PEI Potato Agronomy, Cavendish Agri, Newland Farms, Cooke Aquaculture, BioVectra, Seksui Medical Diagnostic Products, Innomar Strategies Inc, Acadian Supreme Inc, Annands Clams, Bactana, Elanco, Chinova Bioworks, Island Abbey Foods, Microsintesis, Buchanan Technologies Inc, PEI Brewing Company, Food Island Partnerships, entre outras.

Quem quer viver o estilo de vida de Charlottetown, e escolher essa cidade para fazer um curso superior, pode estudar na UPEI (University of Prince Edward Island), ou no Holland College. 

O Holland College possui unidades espalhadas em toda a província de Prince Edward Island, e a maior delas em Charlottetown. São 65 programas em várias áreas distintas do conhecimento: ciências aplicadas, negócios, carpintaria, estudos da computação, estudos da saúde e das comunidades, treinamento marítimo, turismo e hotelaria, entre outros.

Os programas mais procurados são os Sports and Leisure Management, Business Administration, Accounting Technology e Tourism and Travel Management. No entanto, alguns dos cursos de maior reputação na instituição são o Bioscience Technology (ensina extração de produtos naturais, fermentação e técnicas de cultura de bactérias e células animais), e o The Culinary Institute of Canada (este departamento do Holland College oferece excelentes cursos em artes culinárias, gerenciamento de hospitalidade internacional, pastelaria e confeitaria).

A UPEI é uma universidade de excelente qualidade de ensino, e que costuma ter valores bem mais acessíveis para cursos equivalentes em outras localidades. A universidade possui um programa de intercâmbio bastante conhecido, e atrai estudantes internacionais de cerca de 93 países. São inúmeros programas, em várias áreas do conhecimento, mas o que mais se destaca são os estudos e pesquisas na área ambiental. Você pode ver a nossa resenha completa sobre a UPEI no nosso blog.

Estudar e viver em Charlottetown é uma experiência inesquecível, e uma forma de vivenciar em profundidade o estilo de vida canadense. A Go Tour é parceira da UPEI e do Holland College, e leva você para Charlottetown.

Colleges e Universidades

Cursos de Inglês