Tudo o que você sempre quis saber sobre educação no Canadá – parte 1

É a primeira semana de setembro, e os estudantes no Canadá estão naquela euforia para o início de mais um ano letivo.

Nesta semana, a Go Tour recebeu mais de 30 estudantes e suas famílias no Canadá. Eles começam agora, em setembro, a construir mais esta etapa de suas vidas em cidades como Halifax, Moncton, Victoria, London, Hamilton, Ottawa, Nelson, além das mais conhecidas Toronto, Vancouver e Montreal.

No embalo da volta às aulas, vamos fazer aqui no blog da Go Tour uma série de posts para explicar em detalhes como funciona o sistema educacional canadense, tirar as suas dúvidas, e ainda dar muitas dicas valiosas para que você também possa começar a se preparar para estudar lá.

Quando se toma uma decisão como estudar em outro país, é muito fácil deixar a ansiedade tomar conta. Já vimos muitos alunos perderem tempo, dinheiro e terem um grande desgaste emocional por sair fazendo as coisas “na louca”. Muita calma nessa hora: sem planejamento e organização você corre o risco de colocar seu projeto a perder. E esse planejamento deve começar anos antes da sua partida.

Vamos começar falando sobre os processos seletivos para as instituições de ensino superior. Lá no Canadá não existe uma prova como o Enem ou vestibulares, como acontece aqui no Brasil. O que conta é a dedicação do estudante durante toda a sua vida escolar, especialmente durante o ensino médio (e superior, se você tem intenção de fazer uma pós, mestrado ou doutorado).

Então, logo de cara, se você ainda está no ensino médio, a primeira coisa a fazer é estudar bastante e garantir as melhores notas possíveis, pois o seu boletim terá um peso decisivo para que no futuro você seja aceito em uma boa universidade ou faculdade. Se as sua notas forem “mais ou menos”, pode ser que você consiga ser aprovado apenas nas faculdades “mais ou menos”.  Por isso, estude com afinco, interesse e dedicação enquanto ainda está aqui no Brasil.

Tendo feito este primeiro dever de casa, que é garantir um bom histórico escolar, você deve ter uma ideia de quando quer começar a cursar o ensino superior. No Canadá, além do início de período letivo em setembro (outono), muitas instituições de ensino superior também tem os intakes, ou admissões, em períodos alternativos, em janeiro (inverno) e maio (verão).

O seu projeto deve ser desenhado com pelo menos 1 ano de antecedência, até mais tempo, se possível. Afinal, você vai querer avaliar as melhores possibilidades de carreiras e cursos, vai ter que ponderar sobre as melhores cidades para morar, considerando inúmeros fatores (custo e qualidade de vida, mercado de trabalho, crescimento econômico, se você pretende se estabelecer no país ou voltar para o Brasil, apenas para citar alguns), e decidir sobre quais instituições receberão sua candidatura (application).  Depois, vai precisar preparar toda a sua papelada, o que também consome tempo, visto que há prazos  para tradução dos seus documentos e validação dos mesmos em instituições compententes, se necessário.

Outro fator de extrema importância que deve ser considerado é o seu nível de domínio do inglês. Você vai ter que apresentar uma nota mínima em testes de proficiência no idioma como o IELTS, TOEFL, CELPIP, ou, dependendo do caso, fazer uma prova de proficiência em inglês na própria instituição. Cada caso é um caso – o nível exigido de proficiência varia entre instituições, e às vezes, até mesmo entre os tipos de cursos escolhidos. Algumas instituições oferecem os chamados pathways– programas de estudo de inglês acadêmico para que o estudante alcance o nível necessário antes de iniciar o curso superior.  Mas calma – nós vamos dedicar um post unicamente sobre este assunto nesta série, com todos os detalhes que você deseja saber.

Nesta etapa de planejamento e elaboração da papelada, ajuda muito se você tiver um agente de intercâmbio experiente para lhe orientar. Enquanto este será o seu primeiro processo, para o agente isso é rotina. Ele conhece todos os macetes para que a sua inscrição ocorra sem dificuldades – além de, claro, conhecer bastante sobre as instituições, seus cursos e suas reputações, para ajudá-lo a fazer as melhores escolhas.

No próximo post, nós vamos falar sobre os tipos de cursos superiores disponíveis no Canadá. Esperamos você!

 

Photo by Bich Tran from Pexels

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Deixe um comentário