Quebec

Quebec

Oui! Ao chegar em Quebec, você vai sentir uma atmosfera diferente do restante do Canadá. A forte influência francesa é notada imediatamente no modo de ser das pessoas, na música que se ouve nas ruas, na arquitetura das cidades, nas comidas, nos sotaques. Nos grandes centros da província, há uma intensa vida artística e cultural. O grande fluxo de imigrantes imprimiu e multiculturalidade nestes centros, criando ali uma cultura nova e única.

População8,6 milhões
Salário MínimoCAD$ 13,50 /hora
Taxa de Desemprego6,6% (05/2021)

A capital da província de Quebec leva o mesmo nome, e é uma linda cidade com cerca de 820 mil habitantes, mas a maior cidade da província é Montréal, que é também a quarta maior cidade francófona do mundo, com mais de 4 milhões de moradores. Quebec é a única província canadense cuja língua oficial é apenas o francês.  Saber francês facilita sua vida imensamente por lá.

Na província de Quebec, os invernos podem ser bastante rigorosos, e os verões, quentes e úmidos. As quatro estações são bem definidas, e cada uma delas traz um encanto particular, mas pessoas muito sensíveis ao frio podem sofrer um pouco com o inverno de lá.

Quebec tem uma impressionante riqueza de recursos naturais, principalmente hídricos: há uma grande concentração de lagos e vias navegáveis, e em nenhuma outra província há tanta disponibilidade de água fresca como lá. A exploração sustentável desses recursos foi por muito tempo a grande força motora da economia da província, com destaque para a produção de energia elétrica em suas muitas usinas hidrelétricas, e também papel e madeira, além de um forte setor agrícola.

Atualmente Quebec é extremamente industrializada e sua economia é bastante diversificada. Os principais setores são o aeroespacial, farmacêutico, comunicação, transporte e finanças. A área de entretenimento conquistou seu espaço em Montreal, que também é considerada, hoje em dia, um centro promissor para o mercado de startups.

O turismo é uma atividade não menos importante, principalmente em Montreal e Quebec City, que recebem milhões de visitantes canadenses e estrangeiros todos os anos.

Viver nos grandes centros de Quebec é um pouco menos custoso que nas províncias de Ontário e British Columbia, mas pode ser bem mais acessível nas menores cidades. Como no restante do Canadá, em Quebec, há muita segurança, acesso a serviço de saúde e educação de qualidade em todos os níveis, o que faz com que a qualidade de vida seja bastante alta.

Conheça e se encante com algumas das cidades da província.

Gatineau

Gatineau

População (2020)349.721
Salário mínimo /hora
Salário médio /hora
CAD$ 13,50
CAD$ 18,67
Taxa de Desemprego6.6% (04/2021)
Temperatura média (verão)15ºC (min)
26ºC (max)
Temperatura média (inverno)-15ºC (min)
-6ºC (max)

Seguro-Saúde (Por pessoa)

Média mensal (estudante)CAD$ 75

Moradia (Valores médios – Aluguel mensal)

Quarto individualCAD$ 600
Studio / apto 1 quartoCAD$ 1255
Apartamento 2 quartosCAD$ 1400

Transporte público (Passe mensal)

Regular
Estudante
CAD$ 100
CAD$ 100

Refeição (Por pessoa)

Fast-foodCAD$ 12
Restaurante médioCAD$ 30

Supermercado (Por pessoa)

Despesa semanal médiaCAD$ 74

Gatineau é uma cidade bastante particular. Localizada no oeste da província de Quebec, está exatamente do outro lado do rio Ottawa, que banha a capital nacional Ottawa. Aqui as duas províncias – Quebec e Ontário – se fundem em uma das maiores áreas urbanas canadenses.

Esta área é conhecida como Ottawa-Gatineau, o coração da National Capital Region (NCR), e concentra uma população aproximada de 1,4 milhão de habitantes. Toda esta área tem uma administração especial – a National Capital Comission (NCC), que coordena a gestão das cidades inseridas na NCR, integrando os governos municipais, provinciais e federais.

A troca entre estas duas cidades é intensa. Muita gente mora em Gatineau e cruza o rio diariamente para trabalhar ou estudar em Ottawa. Dependendo da situação familiar, pode ser mais vantajoso morar em Gatineau. Na província francófona, os valores gastos com moradia são substancialmente menores, além de outras vantagens, como creches quase totalmente subsidiadas pelo governo – o que pode aliviar consideravelmente o orçamento de uma família. 

Gatineau tem outras particularidades. Suas ruas lembram muito o charme da velha Montreal, com forte inspiração na arquitetura e cultura francesa – que traz a tiracolo o gosto por viver e comer bem – com excelentes cafés, restaurantes, bares e casas noturnas. A idade mínima para consumo de bebida alcoólica é 18 anos, enquanto que na vizinha Ottawa, é preciso ter ao menos 19 para saborear uma taça de vinho ou uma cerveja geladinha. 

Ao sair de Ottawa, onde se respira um forte ar britânico, após cruzar o rio tem-se a sensação de que Gatineau é outro país. E mesmo estando colada em Ottawa – a capital nacional, bilíngue, mas onde se fala predominantemente o inglês – em Gatineau a chave vira totalmente para o francês.

Como no restante da província de Quebec, em Gatineau, o francês é o único idioma oficial e o mais utilizado na cidade. Não saber o mínimo de francês pode ser um grande inconveniente para quem escolhe Gatineau para se estabelecer, principalmente no momento de buscar um imóvel, procurar um emprego na cidade, escolher a escola dos filhos, resolver questões burocráticas na prefeitura, entre outras situações semelhantes.

O setor público é a principal atividade econômica em Gatineau. A NCC procura equilibrar os órgãos públicos federais entre as duas cidades, para que haja um desenvolvimento econômico equivalente nos dois lados do rio. 

A NCR tem, no entanto, observado um grande crescimento de vários outros importantes setores econômicos – tanto em Ottawa quanto em Gatineau (por isso, sugerimos que você também visite nossa página sobre Ottawa, neste link. O setor tecnológico é um dos que mais cresce na NCR – o que favorece desde o surgimento de uma grande quantidade de startups ao estabelecimento das “big techs”, como a Adobe, Shopify, SurveyMonkey. Outros grandes empregadores com sede na própria cidade de Gatineau são o Casino du Lac-Leamy, Canadian Heritage, Hôpital Monfort, Motorola, Resolute Forest Products, Rona, Uniprix, BGIS, Weston Foods, Simons, entre outros.

Para os nossos clientes que querem morar em Gatineau, indicamos o Algonquin College of Applied Arts and Technology, em Ottawa. Este college tem uma estrutura sem comparação, e oferece inúmeros programas para os alunos internacionais.

Quer saber mais sobre Gatineau, ou planejar seu curso no Algonquin College? A Go Tour é a sua parceira ideal para planejar e executar o seu projeto.

Montreal

Montreal

População (2020)4,4 milhões
Salário mínimo /hora
Salário médio /hora
CAD$ 13,50
CAD$ 19,78
Taxa de Desemprego7,7% (04/2021)
Temperatura média (verão)17ºC (min)
27ºC (max)
Temperatura média (inverno)-13ºC (min)
-4ºC (max)

Seguro-Saúde (Por pessoa)

Média mensal (estudante)CAD$ 75

Moradia (Valores médios – Aluguel mensal)

Quarto individualCAD$ 600
Studio / apto 1 quartoCAD$ 1350
Apartamento 2 quartosCAD$ 1800

Transporte público (Passe mensal)

Regular
Estudante (Universitário e Superior)
CAD$ 88,50
CAD$ 53

Refeição (Por pessoa)

Fast-foodCAD$ 12
Restaurante médioCAD$ 35

Supermercado (Por pessoa)

Despesa semanal médiaCAD$ 83

Montreal é a cidade perfeita para quem gosta de viver a vida intensamente. Os montrealenses, assim como os franceses, dão uma grande importância a viver os bons momentos, estar com a família e amigos, apreciar uma boa mesa e festar sempre que possível. Então, se você é do tipo workaholic, definitivamente Montreal não é o lugar certo!

A cidade parece mais europeia do que norte-americana. As charmosas ruas são repletas de cafés com mesas na calçada, e fervilham de gente bonita durante o verão. O cenário cultural e artístico é intenso (Montreal é uma das principais casas do famoso Cirque du Soleil, pra citar um exemplo). Sempre há muita coisa para fazer, de exposições de arte a festivais – e caminhar pela cidade durante o verão é por si só uma grande diversão.

Os verões são quentes e úmidos, e os dias bastante longos – e esse apreço por aproveitar a vida ao máximo pode ser explicado pelo fato de que o inverno na cidade é bastante rigoroso. Portanto, há que se tirar todo o proveito possível dos dias de sol e calor.

Os dias frios costumam ocupar cerca de 6 meses do calendário – e podem ser muito intensos. Durante estes meses, o movimento de pedestres migra para a famosa Underground City – uma cidade subterrânea, de mais de 30 km, que liga as principais estações de metrô do centro da cidade, e está repleta de lojas e serviços de todos os tipos. Na Underground City você pode caminhar, fazer compras, pegar um cinema ou sair pra comer sem precisar sofrer com o frio e a neve lá fora.

Enquanto o inverno pode ser um período angustiante, com dias curtos e noites longas, tempestades de neve ocasionais e aquela chatice de ter que sair de casa vestido de cebola, você pode aproveitar o lado bom da estação em um dos resorts de esqui próximos à cidade, como o Mont-Tremblant. E claro, pode curtir a temporada de hockey, o esporte preferido da cidade.

Montreal, como a maioria das cidades canadenses, oferece uma qualidade de vida ímpar. Há vantagens sobre outros grandes centros, como Toronto ou Vancouver, principalmente quando se fala em custo de vida. Os aluguéis na cidade costumam ser bem mais em conta que nessas outras duas cidades, o que alivia bastante o orçamento, principalmente para estudantes que pretendem se estabelecer na cidade por um tempo mais longo.

Como acontece em outros grandes centros, muitas pessoas optam por morar em Laval – a maior cidade da região metropolitana – e vão diariamente a Montreal para trabalhar. É uma opção a se considerar, pois pode ser uma boa opção para famílias com crianças, que precisam de mais espaço e comodidade.

O transporte público funciona tão bem que apenas ⅓ dos moradores de Montreal possuem carros – normalmente as pessoas acham mais fácil e mais cômodo usar a rede de ônibus e metrô. A cidade é bastante segura, e o sistema público de saúde funciona muito bem.

Se você considera a possibilidade de viver em Montreal (ou na província de Quebec) e não fala francês, isso não deve ser um problema no seu dia-a-dia. Mas:

  • Tenha em mente que há uma boa parcela de empregos na cidade que exige que o candidato tenha alguma proficiência em francês.
  • Saber pelo menos um pouco do idioma vai te ajudar bastante cada vez que precisar de serviços da prefeitura, agências ou órgãos governamentais. Você eventualmente conseguirá resolver tudo em inglês, com um pouco de sofrimento, mas sabendo francês você vai seguramente economizar muito tempo e stress.
  • Você será muito melhor recebido por um local se iniciar uma conversação no idioma oficial, mesmo que logo precise mudar para o inglês.

A economia da cidade é forte e bastante diversa. Os destaques são os setores aeroespacial, software, eletrônicos, farmacêutico, indústria e transportes. A cidade se tornou também um grande centro tecnológico, com empresas bastante ativas na área de games e efeitos visuais. Entre as grandes empresas estabelecidas na cidade, podemos citar a Bombardier, Bell Helicopter Textron no setor aeroespacial, Technicolor ou CineSite em efeitos visuais, EA e GameLoft na área de games, Google, Facebook, IBM e Microsoft entre as big techs. No setor farmacêutico, todas as grandes, como Pfizer, Merck, Novartis, Roche e GSK estão presentes na cidade. No setor alimentício, Hershey ‘s, Danone, Labatt, e Bridor são alguns outros exemplos.

Há empresas na vanguarda do transporte elétrico em Montreal – já antecipando o futuro de veículos movidos a energia renovável e menos poluentes. Algumas delas são a ABB, Blue Solutions, Johnson Matthey, Keolis e Nova Bus. Outros setores, como o de cybersecurity e moda também têm crescido bastante na cidade nos últimos anos.

Montreal é considerada uma grande cidade estudantil. A McGill University sempre figura entre as 30 melhores universidades do mundo, e lá também estão presentes muitos colleges de ponta, como o LaSalle, a RAC, o Trebas College, e o College Canada, que também são parceiros da Go Tour.

O LaSalle é o maior college bilíngue da América do Norte. Oferece mais de 60 programas, e tem uma grande parcela de alunos com origem em outros países – mais de 20% dos estudantes são internacionais. Os estudantes podem escolher em que idioma estudar na maioria dos programas – inglês ou francês.  Entre os programas mais procurados, estão os na área de turismo (hotelaria e gastronomia), os programas de negócios (administração de empresas ou marketing), e os de tecnologia da informação. Mas há cursos inusitados, como o Artistic Makeup e Body Painting – que formam profissionais especializados em maquiagem artística do rosto e corpo – especialmente importantes na área de entretenimento, para teatros e companhias de espetáculos como o Cirque du Soleil. Neste link você encontra a resenha completa do La Salle.

Outro parceiro da Go Tour em Montreal é o RAC (Recording Arts Canada), que é o sonho de consumo dos profissionais da música. O curso Sound & Music Recording tem uma grade curricular profunda e aprendizado “mão-na-massa”. Artistas de peso já usaram a estrutura da escola para gravar seus álbuns, como Shania Twain e Michael Bolton.

A área de entretenimento tem crescido muito no Canadá, e demandado profissionais altamente especializados. O Trebas College oferece cursos nas mais variadas áreas do entretenimento, como Audio Engineering & Production, Sound Recording, Sound Design, Film and Television Production and Post-Production,  e-Commerce, Online Business Administration, Digital Marketing & Social Media, Music Business Administration, Events and Venues Administration, entre muitos outros.

Cursos mais tradicionais e de excelente qualidade podem ser encontrados no Canada College. O forte desta instituição são os cursos nas áreas de negócios (Business Administration and Commerce, Business Intelligence Analyst, Digital Marketing, Digital Content Creation) e  educação infantil (Early Childhood Education). Alguns cursos de formação técnica e menor duração são bastante procurados, como o de corretagem de imóveis, web designer ou automação de escritório. 

Gostou de saber um pouco mais sobre Montreal? A Go Tour está pronta para ajudar a encontrar o curso perfeito para você lá e em outras cidades do Canadá.

Quebec City

Quebec City

População (2020)832.328
Salário mínimo /hora
Salário médio /hora
CAD$ 13,50
CAD$ 19,75
Taxa de Desemprego5% (04/2021)
Temperatura média (verão)14ºC (min)
26ºC (max)
Temperatura média (inverno)-15ºC (min)
-6ºC (max)

Seguro-Saúde (Por pessoa)

Média mensal (estudante)CAD$ 75

Moradia (Valores médios – Aluguel mensal)

Quarto individualCAD$ 500
Studio / apto 1 quartoCAD$ 760
Apartamento 2 quartosCAD$ 910

Transporte público (Passe mensal)

Regular
Estudante (Ensino Superior)
CAD$ 89,50
CAD$ 59,80

Refeição (Por pessoa)

Fast-foodCAD$ 11
Restaurante médioCAD$ 25

Supermercado (Por pessoa)

Despesa semanal médiaCAD$ 81

Fundada em 1608, Quebec City é o berço da colonização francesa na América do Norte, e a única cidade murada ao norte do México. A cidade – um dos principais destinos turísticos do país – é um tesouro a céu aberto, a mistura perfeita de natureza, história, cultura e modernidade. Por estar impecavelmente conservada e ter um valor histórico inestimável, foi tombada como Patrimônio Cultural da Unesco em 1985.

As ruas principais da cidade velha (Old Quebec) ficam tomadas pelos turistas durante o verão, em busca de seu cenário europeu e bucólico. Quebec City é conhecida por sua intensa atividade cultural e tradição gastronômica, e por levar ao pé da letra o lema francês de aproveitar ao máximo os grandes e pequenos prazeres da vida.

No inverno, os visitantes que não se intimidam com o frio podem se sentir dentro de um cartão de Natal ao caminhar pelas charmosas ruas nevadas e decoradas para a estação. O Winter Carnival, que acontece desde 1955, oferece diversas atividades para turistas e moradores de todas as idades.

Embora seja muito romântico viver na cidade velha, em meio ao pitoresco casario do século XVII, normalmente quem mora na cidade acaba preferindo os bairros mais modernos – lidar com todo esse fluxo de turistas, formando filas nos restaurantes e cafés nos meses de alta temporada, pode ser cansativo. Estudantes ou jovens solteiros gostam dos badalados bairros de Saint-Roch, Limoilou ou Saint-Jean-Baptiste. Áreas mais preparadas para famílias são Cap-Rouge, Beauport, Sillery ou Montcalm.

A cidade oferece excelente qualidade de vida. Quebec City é reconhecida nacionalmente pela segurança pública, gasta-se muito pouco tempo em locomoção, o serviço de saúde é compatível com demais grandes centros canadenses, e os valores de moradia e aluguel são bastante razoáveis ao comparar com Montreal, e o contraste é mais visível ainda em relação a imóveis equivalentes em Toronto ou Vancouver, por exemplo. 

Há muitas opções de lazer, e muitas oportunidades de estar em contato com a natureza. Além de uma grande quantidade de áreas verdes na cidade, em no máximo 30 minutos de viagem você tem acesso a parques nacionais, montanhas e lagos.

O clima é um fator que pode ser determinante para algumas pessoas, pois pode ser bastante rigoroso no pico do inverno, além da quantidade reduzida de horas de sol (enquanto no verão anoitece lá pelas 10 da noite, no inverno os dias escurecem pouco antes do fim da tarde). Quem encara as temperaturas mais extremas numa boa, terá a oportunidade de ver em ação um dos sistemas mais avançados de limpeza de neve de ruas e estradas.

O francês é o único idioma oficial da província, e saber ao menos um pouco desse idioma é fundamental para uma melhor adaptação à cidade. Quebec é uma cidade menor e menos cosmopolita se comparada a Montreal, portanto, você vai seguramente encontrar muitas pessoas que não falam inglês – exceto, claro, nas áreas mais turísticas. Saber francês pode ser uma necessidade no momento de procurar emprego na cidade.

Quebec City é um dos melhores lugares para se estudar francês em todo o Canadá. Além de ter o ambiente perfeito para total imersão no idioma, em Quebec City ficam a Edu Inter e a BLI, que oferecem programas diferenciados para adultos e adolescentes.

Os professores destas escolas são altamente capacitados, e os programas são bastante inovadores. Adultos podem optar por programas que combinem o estudo do idioma com aulas de culinária, música, teatro, esportes de inverno, ou trabalho voluntário. Adolescentes contam com muitas outras opções de programas de verão, como acampamentos com atividades de dança, música, tênis, culinária, circo, equitação, futebol, hockey e teatro, ou escolher um acampamento com atividades variadas (multi-activity). No período de inverno, as opções são limitadas ao acampamento multi-atividades.

Para adolescentes há também a possibilidade de cursar o high-school (mínimo de 1 semestre), e vivenciar Quebec como um local. 

Venha você também se encantar com Quebec City! A Go Tour  leva você para turbinar o seu francês em uma das cidades mais lindas do mundo.

Colleges e Universidades

Cursos de Inglês e Francês