Testes de Inglês – Tudo o que você sempre quis saber sobre educação no Canadá – parte 6

Até aqui você viu que o Canadá oferece muitas opções de qualidade para seu curso superior, e que estudar lá é totalmente factível, se  você fizer um planejamento adequado. Mas para tornar isso tudo realidade, há um detalhe de caráter bem prático que precisa ser considerado: o seu nível de proficiência em inglês.

Num processo de candidatura para uma instituição de ensino superior, você precisará comprovar que está no nível mínimo de proficiência exigido – nível este que varia bastante, de acordo com a instituição, ou até mesmo conforme o curso que você escolheu.

Você pode comprovar seu nível de inglês apresentando sua nota obtida em uma prova reconhecida pela instituição. No mercado há dezenas de opções, como TOEFL, IELTS, TOEIC, CELPIP, Cambridge, GMAT, apenas para citar alguns.

Os testes normalmente aceitos para fins acadêmicos são o TOEFL e o IELTS (atenção: o IELTS tem duas versões – uma acadêmica, e outra de inglês para uso geral, que é utilizada para fins de imigração).

Todos estes testes possuem um custo que deve ser considerado no seu projeto (veja a tabela abaixo). Eles não são baratos, então mesmo que você tenha um inglês super mega power, é aconselhável que você se prepare para a prova, para não correr o risco de ter que refazê-la, e perder o seu investimento. Já vimos muita gente achar que ia ser moleza, e no fim das contas se perder no formato e nos tempos da prova.

Estes testes fazem uma avaliação das suas 4 habilidades (skills) no idioma: listening (compreensão auditiva), reading (leitura), writing (escrita) e speaking (fluência verbal).

Algumas pessoas contratam escolas ou professores de inglês especializados nas provas para fazer sua preparação, e realmente isso ajuda bastante,  principalmente para treinar o seu speaking. No entanto, os curiosos encontram muito material gratuito, vídeos no Youtube, MOOCs (cursos de massa de universidades, em plataformas como FutureLearn, Coursera, Edx) que são totalmente gratuitos. Independentemente de você contratar ajuda profissional ou estudar sozinho, não deixe de se preparar. Às vezes temos a sensação de que conhecer profundamente o formato da prova é tão importante quanto conhecer o próprio idioma.

Antes de decidir sobre qual teste fazer, a nossa sugestão é que você primeiro escolha a instituição e o curso – e então verifique, para seu caso, especificamente, qual é a melhor opção – pode ser que a instituição escolhida tenha preferência ou aceite apenas um tipo de teste – além do fato de que alguns colleges oferecem o próprio teste de inglês, que normalmente são mais fáceis, e em alguns casos, gratuitos. Seu assessor de educação pode ajudá-lo a descobrir qual é o seu caso.

Abaixo fizemos uma pesquisa com os valores praticados (outubro de 2019), para que você tenha uma referência:

TOEFL – US$ 215 (Fonte: ETS)

IELTS – R$ 840 (Fonte: British Council Brasil)

TOEIC – R$ 380,00 (Fonte: TOEIC Brasil)

CELPIP – CAD$ 195 (Fonte: Celpip Canada)

Cambridge Advanced – R$ 839 (Fonte: Cultura Inglesa)

GMAT – US$ 250  (Fonte: mba.com)

Comparando as duas alternativas mais comuns (TOEFL e IELTS), a diferença mais sensível é que o TOEFL é 100% feito no computador, inclusive a seção de speaking. No IELTS a prova pode ser em papel ou no computador, e o teste de speaking é sempre feito com um examinador preparado, gente como a gente!

 

***

Você agendou sua prova, se preparou, e no fim das contas  a nota bateu na trave? Faltou só aquele pontinho, só aquele décimo? Não se preocupe, que pra isso tem jeito. Na semana que vem, contaremos para você como funcionam os programas de pathway (um período de estudos do idioma no Canadá, para que você alcance o nível necessário para fazer o seu curso superior).

Vamos ficar lhe esperando!

***

Veja os outros posts da série:

Parte 1

Parte 2

Parte 3

Parte 4

Parte 5

 

 

Photo by Pixabay from Pexels

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Deixe um comentário